Assessor estratégico da presidência Caixa em visita ao SESI e experimentando um equipamento desenvolvido para compor a “1ª Academia Experimental para cadeirantes” no Brasil e desenvolvido pelo CINTESP.Br/UFU.

Texto: Cristiane de Paula – ASCOM CINTESP.Br/UFU

Revisão: Cleudmar Araújo – Coord. Geral CINTESP.Br/UFU

Álvaro de Ávila Pires, da presidência da Caixa Econômica Federal, veio a Uberlândia, nesta quinta-feira (7), motivado pelo que foi apresentado no evento de lançamento dos produtos e serviços desenvolvidos em Tecnologia Assistiva produzidos do CINTESP.Br/UFU.

O assessor estratégico da presidência conversou com paratletas, com técnicos, com o presidente do Praia Clube Uberlândia, com o diretor da Futel e com pesquisador do CINTESP.Br/UFU. No SESI Gravatás Álvaro Pires conheceu a estrutura voltada ao esporte olímpico e paralímpico e alguns dos 21 equipamentos em tecnologia assistiva entregues há menos de uma semana, em cerimônia especial, para serem utilizados na preparação e treinamentos de paratletas da cidade.

Com o pesquisador do CINTESP.Br/UFU, Mário Rodrigues, o assessor estratégico da Caixa conheceu uma das cadeiras feitas por um método inovador de prescrição de cadeiras de alto rendimento, uma cadeira “petra” projetada com estrutura parametrizada em função das características antropométricas do atleta e um dos equipamentos que fazem parte da academia experimental para cadeirantes que possibilita o treinamento muscular em velocidade para braços e que possui um sistema inovador de resistência de baixa inércia do tipo came-mola-seguidor.

A visita faz parte do programa de apoio ao paradesporto da Caixa. O objetivo é apoiar e aumentar a prática do esporte no Brasil, oferecendo a base para crianças e jovens chegarem ao alto rendimento, “achei a estrutura de Uberlândia sensacional, tem uma ciência instalada aqui muito grande, com laboratórios e profissionais muito bons, a estrutura física também é muito boa com profissionais gabaritados, fiquei bem impressionado com o que eu vi aqui hoje”, completou Álvaro Pires, assessor estratégico da presidência da Caixa.

Sobre as parcerias que podem acontecer, entre a Caixa e a cidade de Uberlândia, o assessor disse que serão para fortalecerem as estruturas de base que já existem possibilitando mais vagas para a iniciação e descobertas de novos talentos. “Nós priorizamos as questões técnicas e matemáticas das coisas, então, a gente escolhe projetos onde o dinheiro de nosso financiamento atenda o maior número possível de crianças, Uberlândia atende esse perfil e está em uma boa colocação e vai de encontro ao que a Caixa quer, que é trazer crianças para a prática de esportes e assim melhorar a vida e a saúde”, completa conclui Álvaro Pires

O Centro Brasileiro de Referência em Inovações Tecnológicas para Esportes Paralímpicos (CINTESP.Br/UFU) é vinculado à Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com financiamentos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Ministério Público do Trabalho (MPT/Uberlândia-MG), atua em formato de redes colaborativas  e parcerias com a Prefeitura Municipal de Uberlândia por meio da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), o Praia Clube de Uberlândia, Grupo Algar com o Instituto Brain/Algar e Sesi Gravatás (Fiemg). “A visita do senhor Álvaro, foi motivada pelo evento LANCE PcD 2022 que o CINTESP.Br promoveu, onde foram lançadas inovações em tecnologia assistiva para o paradesporto e vida diária. Estes equipamentos já estão sendo utilizados por paratletas do Praia Clube, da FUTEL, da APARU e da CDDU aqui no SESI. Ficamos otimistas ao ouvir dele que a Caixa tem muito interesse em participar desses projetos ligados ao paradesporto”, disse Mário Rodrigues.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário