Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, liderou comitiva do MCTI durante eventos no município maranhense

índice.jpg

Na semana em que completa 1000 dias de gestão do país, o Governo Federal preparou uma série eventos que celebram a data em diferentes cidades, nas cinco regiões do país. O município de Alcântara, no Maranhão, foi escolhido pelo MCTI para representar a região Nordeste. Nesta terça-feira (28), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, realizou uma série de entregas para comemorar a data.

Os diversos benefícios entregues para o município de Alcântara incluíram a contratação do cabo submarino que vai garantir internet de alta capacidade para a região, o programa de capacitação de estudantes em tecnologia e inovação, a premiação de medalhistas de olimpíadas científicas e o projeto de popularização da ciência junto à comunidade.

“O que nós conseguimos nesses 1000 dias foi mudar a realidade de décadas, como a gente teve aqui em Alcântara uma espera de mais de 30 anos nas agrovilas. O futuro não está mais distante. O futuro está aqui e agora”, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes. Ele também ressaltou a importância dos projetos que estimulam a formação de crianças e jovens da região.  “Quando a gente fala de Brasil do futuro, a gente fala de formação. Esses jovens vão estar trabalhando em breve nesses prédios do CLA (Centro de Lançamento de Alcântara), projetando foguetes e satélites”, reforçou.

O ministro também destacou a internet de alta capacidade que deverá chegar ao município em breve. “É importante a gente ter uma internet que funcione para tudo o que a gente faz hoje em dia. Dentro de um ano esse cabo de fibra óptica vai estar funcionando aqui, com internet de alta capacidade para a comunidade, empresas de Alcântara e de cidades próximas”.

Durante a solenidade em Alcântara houve a transmissão do discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro, que cumpriu agenda de comemorações dos 1000 dias de governo em Teixeira de Freitas, na Bahia. No município, o presidente inaugurou obras e fez a entrega de títulos de propriedade rural. Jair Bolsonaro ressaltou a ajuda a 68 milhões de brasileiros com o auxílio emergencial. “Somente no ano passado, com o Auxílio, o Brasil gastou com vocês o equivalente a 13 Bolsas Famílias. Um sinal de que nós nos preocupamos com os mais humildes.”

Em Alcântara, o evento de celebração dos 1000 dias contou com uma grande participação da comunidade local, incluindo a presença de cerca de 300 alunos das agrovilas, além de autoridades locais. O prefeito do município, William Guimarães da Silva, disse que o dia era magnífico e histórico para Alcântara. “Vamos nos unir nessa corrente que deseja o crescimento e o progresso de Alcântara”, afirmou. Segundo o prefeito, o projeto de desenvolvimento do CLA já está promovendo dias melhores para as agrovilas da região.

O evento em Alcântara também contou com a participação de autoridades políticas do estado do Maranhão, além de representantes do MCTI e de suas unidades vinculadas. O deputado federal Pastor Gil (PL/MA) ressaltou que as entregas feitas nos 1000 dias mostram que o atual governo colocou o Brasil no rumo do desenvolvimento, mesmo em meio a uma grande crise mundial. “Quase 40 anos depois da instalação da base de Alcântara, finalmente teremos retorno dos investimentos feitos aqui com a assinatura do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas”, afirmou.

Já a deputada federal Leda Sadala (Avante-AP) ressaltou a importância do desenvolvimento do Centro de Lançamento de Alcântara para os povos indígenas e quilombolas que vivem na região. ”O futuro é agora e começa aqui. Os mais excluídos e menos favorecidos têm vez nesse governo.” Para o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI), Carlos Moura, o lançamento de foguetes e satélites a partir de Alcântara vai trazer uma série de benefícios para a sociedade em diferentes áreas, como agricultura e energias renováveis. ”Alcântara é a nossa solução para levar nossos satélites para o espaço, que trazem várias aplicações para o dia a dia das pessoas”, destacou.

Cabo submarino de fibra óptica

A primeira entrega em Alcântara foi a cerimônia simbólica de assinatura para contratação do cabo submarino de fibra óptica que ligará a capital do estado, São Luís, até o município. O cabo levará conexão de internet em banda larga com velocidade e estabilidade para o local, essencial para a infraestrutura do Centro de Lançamento de Alcântara. O investimento previsto para a obra é de R$ 10 milhões.

O presidente da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP/MCTI), Nelson Simões, lembrou que a RNP interliga com internet de alta velocidade e capacidade 1,6 mil localidades, onde estão instituições de educação de todo o país. De acordo com ele, graças ao MCTI essa infraestrutura vai chegar a Alcântara e impulsionar a educação, o aprendizado e a inovação no município. “O talento não está só em grandes centros, ele está por aí, em diferentes lugares.”

Programa MCTI Futuro

O programa MCTI Futuro foi a segunda entrega do dia. A iniciativa tem o objetivo de capacitar 40 mil pessoas e apoiar ações para o desenvolvimento da transformação digital aplicadas ao ensino básico, médio, técnico e superior, e em pós-graduação, residência tecnológica e qualificação profissional. O programa ainda tem o foco em incentivar pesquisas e estudos nas áreas da computação em nuvem, big data, inteligência analítica, mídias sociais, cybersegurança, internet das coisas, comunicações avançadas, fotônica, manufatura avançada, design de circuitos integrados, robótica e inteligência artificial.

O secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, ressaltou que as crianças e jovens representam o futuro do Brasil. “Precisamos atuar numa educação para o futuro. Essa iniciativa pensa no país e tem compromisso com o desenvolvimento das pessoas. O Maranhão não pode ficar de fora e daqui começará um novo futuro”, afirmou.

 Premiação dos medalhistas das Olimpíadas Científicas MCTI 2020

O terceiro evento do dia foi a premiação dos medalhistas das Olimpíadas Científicas MCTI. Os participantes das competições receberam do ministro Pontes as medalhas referentes às olimpíadas apoiadas pelo ministério via edital do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência vinculada ao MCTI. Por ano, cerca de 20 milhões de alunos participam dos eventos nacionais, que premiam os melhores colocados, e servem como seletiva para disputas internacionais.

O diretor de Promoção e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação do MCTI, Daniel Lavouras, destacou que o ministério cuida do presente e do futuro da ciência e tecnologia. “A gente tá premiando e celebrando a competência de vocês. O MCTI apoia quase 60 olimpíadas científicas.”

Pop Ciência MCTI

O quarto evento realizado na comunidade foi o projeto Pop Ciência. Coordenado pela Secretaria de Articulação e Promoção da Ciência (SEAPC) do MCTI, a iniciativa consiste em uma série de atividades de divulgação científica que tem a intenção de aproximar a população do universo da ciência e demostrar como a ciência e tecnologia estão presentes no dia a dia de toda a sociedade. Na ocasião foram distribuídos materiais de divulgação científica e jogos didáticos para adultos e crianças.

FONTE: MCTI

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário